[21 de Dezembro de 2021]

A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (APIFARMA) e o Clube de Jornalistas lançam a 6ª edição do Prémio Jornalismo em Saúde. As candidaturas às categorias de Imprensa, Rádio, Televisão, Jornalismo Digital e Grande Prémio APIFARMA/Clube de Jornalistas vão estar abertas até ao dia 31 de janeiro de 2022. O valor total dos prémios a distribuir pelas diferentes categorias ascende a 21 mil euros.

O “Prémio APIFARMA/ Clube de Jornalistas – Jornalismo em Saúde” resulta de um protocolo assinado entre as duas entidades, em 2016, como os objectivos de aprofundar o papel da APIFARMA enquanto parceiro activo da Sociedade Civil e contribuir para a vitalidade do projecto Clube de Jornalistas.


Ler mais

Opinião »

França: BFM-TV e jornalismo político: o nada ao quadrado
[27 de Janeiro de 2022]

Umbiguista sem limites, atolado nas suas rotinas, o jornalismo político anda em círculos. Incansavelmente. Os bastidores, a comunicação, as estratégias dos candidatos, as sondagens da “corrida” presidencial, as estratégias de bastidores… E porque vive acima da confusão, o jornalismo político acha interessante auto-mediatizar-se. De qualquer forma, é a nisso que se atrela o serviço dedicado da BFM-TV, numa série de podcasts agora disponíveis em antena na forma de “documentários”. (Pauline Perrenot)

Ler mais…

Opinião »

A liberdade de imprensa e a vida privada
[26 de Janeiro de 2022]

«A discussão acerca do conflito entre a reserva da intimidade da vida privada e a liberdade de imprensa é, entre nós, uma discussão actual» – afirma o jurista Ricardo Pinto Leite num bem documentado estudo sobre a legislação nacional e internacional. Pinto Leite considera, no entanto, que continuam a ser escassos em Portugal os trabalhos jurídicos sobre o conteúdo, os limites e as situações de conflito entre ambos aqueles dois direitos fundamentais». Um documento orientador para o trabalho jornalístico.

Ler mais…

Notícias »

México: A informação nunca é imparcial
[25 de Janeiro de 2022]

As notícias nunca são dissociadas de um ponto de vista. A abordagem para oferecer a informação, a forma como o pivô apresenta uma história ou lhe dá contexto, a manchete que a anuncia, são recursos discricionários que enquadram a notícia. Os media nunca são imparciais. (Raúl Trejo Delarbre)

Ler mais…

Notícias »

México: O tribunal e a liberdade de expressão
[25 de Janeiro de 2022]

Distinguir entre informação e opinião é requisito essencial para garantir o direito à informação. (Ernesto Villanueva)

Ler mais…

Notícias »

Narrativas de migrantes
[21 de Janeiro de 2022]

A OIT e a FIJ uniram forças para promover as melhores práticas de reportagem sobre migração laboral, fornecendo ferramentas, recursos, fóruns e dicas práticas para jornalistas que cobrem histórias de migrantes.

Ler mais…

Notícias »

A luta começa agora! Veja como a BBC pode sobreviver ao ataque conservador
[21 de Janeiro de 2022]

Os debates sobre o futuro da emissora que completa 100 anos este ano sempre se assemelham a Hamlet: BBC ou não BBC? Com as comemorações do centenário silenciadas esta semana pela secretária da cultura, Nadine Dorries, congelando a taxa de licença por dois anos e ameaçando eliminá-la completamente em 2028, o impasse recomeça entre aqueles que defendem nenhuma emissora estatal dominante. (políticos e media conservadores) e aqueles que defendem nenhuma mudança (sindicatos de radiodifusão, colunistas liberais). (Mark Lawson)

Ler mais…

Notícias »

Lista A vence eleições para a Comissão da Carteira Profissional de Jornalista
[19 de Janeiro de 2022]

Realizou-se a 17, 18 e 19 de janeiro a eleição para os representantes dos Jornalistas na Comissão da Carteira Profissional. A lista A saiu vencedora, com 82,16% dos votos, tendo a lista B sido escolhida por 15,63% dos votantes. Houve ainda 2,2% de votos em branco. A abstenção voltou a ser muito alta (85%). A maioria dos votantes escolheu exercer o seu direito online (728 votos), tendo apenas 40 jornalistas optado pela votação presencial.

As urnas encerraram às 19h00 de 19 de janeiro e foram proclamados eleitos para o exercício efetivo do mandato para o triénio 2022/2025 os seguintes jornalistas:

1. Jacinto Godinho – CP772 – Lista A

2. Anabela Natário – CP326 – Lista A

3. Miguel Alexandre Ganhão – CP1522 – Lista A

4. Isabel Magalhães – CP1024 – Lista A

Notícias »

Jornalismo Ambiental, parte 4: Crise mundial, perspectivas locais
[17 de Janeiro de 2022]

Não há duas comunidades que experimentem os efeitos das mudanças climáticas da mesma maneira. À medida que a crise climática piora, aumenta a necessidade de cobertura de notícias abrangente, educacional e, às vezes, que salva vidas. Embora os media nacionais e internacionais desempenhem um papel importante na cobertura da crise, os meios de comunicação locais podem ser mais capazes de entender como as suas comunidades vêem e suportam as consequências e que soluções são melhores para elas. (Héloise Hakimi Le Grand)

Ler mais…

Notícias »

Procuras informação difícil de encontrar? Estas ferramentas dão uma ajuda
[17 de Janeiro de 2022]

Grande parte da infraestrutura para investigações efectivas de vigilância – de conjuntos de dados globais a ferramentas de código aberto de ponta – já foi construída, e jornalistas de todos os lugares foram convidados a usar essas técnicas na 12ª Conferência Global de Jornalismo Investigativo. Numa sessão “relâmpago”, um painel de repórteres e editores precisou de apenas cinco minutos cada para delinear novas ideias sobre o que os jornalistas podem fazer para reunir factos difíceis de encontrar. Aqui estão algumas das suas sugestões: (Rowan Philp)

Ler mais…

Notícias »

Propósitos de ano novo para o jornalismo espanhol
[15 de Janeiro de 2022]
O estado comatoso do jornalismo

O ofício mais bonito do mundo é hoje um dos menos valorizados pela população espanhola. E como o jornalismo deve contar as coisas que acontecem, devemos insistir em contar isto. Os media neste país começam 2022 sem nenhuma intenção de fazer resoluções para o ano novo enquanto a pandemia da falta de credibilidade assola um ofício que decidiu, há muito tempo, dar a sua alma a causas partidárias ou estratégias económicas. (Gerardo Tecé)

Ler mais…