[18 de August de 2016]

elitejornEm geral, esta elite denota duas características complementares que se revelam altamente compensadoras: uma inesperada e suspeita polivalência mediática, que lhe permite ocupar o cargo tanto na imprensa como na rádio, na TV ou no online, em órgãos generalistas ou especializados, de desporto ou de economia, diários ou semanários, populares ou ditos de referência; e uma não menos inesperada e suspeita competência para ser comentadora de política em qualquer canal de grande audiência, onde, aliás, manifesta uma amena divergência nos cenários e uma indisfarçável convergência nas convicções. (Fernando Correia)

Ler mais…

Imagem

CJ na TV

Emissão de 14 de Janeiro, de 2009

Video

Sede do Clube de Jornalistas, Rua das Trinas

Audio

Podcast CJ Online

Brevemente!

Notícias »

Como o Google faz as tuas buscas na internet
[26 de August de 2016]

Cada segundo, uma média de 40 mil pessoas escrevem perguntas no motor de busca do Google, que gere mais de cem milhões de buscas por mês. Trata-se de uma organização global, com mais de 70 escritórios em mais de 40 países, ligados numa rede que combina mais de um milhão de servidores. Os pormenores exactos do algoritmo de classificação do Google são um segredo, mas inclui vários componentes centrais.
Ler mais…

Documentos, Opinião »

Usos jornalísticos do Twitter
[26 de August de 2016]

O texto que disponibilizamos é a tese de doutoramento em comunicação de Susana Pérez Soler, na universidade Ramon Llull, em Barcelona. Uma das principais conclusões do estudo é a de que «o principal uso do Twitter por parte dos profissionais é para distribuir conteúdo elaborado pelo próprio meio de comunicação», além de ser «uma ferramenta útil para criar e promover tanto a marca corporativa do meio de comunicação em questão, como a do jornalista a título individual».
Ler mais…

Notícias »

Cresce a tendência para eliminar os comentários no final das notícias
[26 de August de 2016]

Depois de muitos jornalistas e comentadores terem tomado a decisão de não autorizar a inclusão de comentários na internet aos seus textos, a medida começou a ser adoptada pelos próprios media. Ainda não é generalizada, mas já há exemplos relevantes. É o caso da NPR, sistema público de rádio dos EUA, que acaba de anunciar que eliminará os módulos de comentários no final das notícias publicadas na sua página web.
Ler mais…

Notícias »

Ser jornalista na nova Cuba
[26 de August de 2016]

O jornal espanhol de direita “El Mundo” escreve que «entre o regime e a dissidência surge o novo jornalismo cubano. Jovem, digital e independente».
Ler mais…

Opinião »

«A RTP: o que mudou»
[26 de August de 2016]

«Dentro de alguns dias vou começar a trabalhar na RTP. Nunca pensei que este dia chegasse. Nunca me passou pela cabeça que me convidassem e que eu aceitasse trabalhar numa empresa pública – ainda por cima ligada aos media» — confessa André Macedo, em artigo publicado no “Diário de Notícias”.  Tem razão. A muita gente também não lhe passou pela cabeça que André Macedo fosse convidado para um cargo de direcção na RTP, por nunca ter trabalhado em televisão e sempre se ter manifestado contra o serviço público.  Macedo ainda não se apresentou ao serviço na RTP e já está a desfazer-se em elogios à empresa e ao serviço, numa súbita e duvidosa conversão. Devia ter evitado alguns comentários anacrónicos sobre a natureza do serviço público e sobre a contribuição do Estado para a existência de uma imprensa livre. Assim, mostrou que tem pouca informação sobre o debate em curso na Europa em torno das soluções de combate à crise económica e ética do jornalismo. Quanto à RTP, sabemos que não mudou assim tanto. (JAG)
Ler mais…

Opinião »

«Um jornal livre mede-se tanto pelo que diz como pelo que não diz»
[24 de August de 2016]

«Nenhum constrangimento do mundo fará com que um espírito um pouco limpo aceite ser desonesto. Ora, e por pouco que se conheça o mecanismo das informações, é fácil assegurar a autenticidade de uma notícia. É a isso que o jornalista livre deve prestar toda a atenção.. Porque, se não pode dizer tudo o que pensa, é-lhe possível não dizer o que não pensa ou que crê ser falso. E é assim que um jornal livre se mede tanto pelo que diz como pelo que não diz». Estas palavras do jornalista e escritor Albert Camus fazem parte de uma selecção de citações sobre a crítica dos media publicada pelo ACRIMED. Leitura recomendada.
Ler mais…

Opinião »

«Os media desportivos distinguem-se em geral pela sua conivência com as vedetas e as instituições do desporto»
[24 de August de 2016]

ACRIMED, observatório francês dos media, reproduziu uma entrevista com o jornalista David Garcia em que este evoca a explosão dos custos da retransmissão de acontecimentos desportivos e as suas consequências para as competições. Chama também a atenção para as conivências entre os media especializados e as próprias instituições desportivas.
Ler mais…

Opinião »

O jornalismo tem razões para se arrepender todos os dias
[24 de August de 2016]

É evidente que os jornalistas, de direita ou de esquerda, sabem que é tão marcadamente ideológico ser de direita como de esquerda, mas por que razão sublinham então uma coisa e passam a outra em branco? Em certos casos, por mimetismo irracional. Muitos querem apenas to blend in e seguem a onda, imitam os colegas, as revistas, os famosos, os gurus que aparecem nosmedia – e estes são esmagadoramente de direita mesmo quando “não falam de política”. (José Vítor Malheiros)
Ler mais…

Notícias »

Portugueses confiam mais na rádio e televisão do que na imprensa
[24 de August de 2016]

A rádio é o meio de comunicação social que inspira mais confiança aos europeus, de acordo com um estudo recente da União Europeia de Radiodifusão, mas em Portugal confia-se tanto na rádio como na televisão. No outro extremo estão a Internet e as redes sociais, nas quais os europeus em geral e os portugueses em particular dizem não confiar.
Ler mais…

Documentos, Notícias »

A integridade da imagem
[23 de August de 2016]

O código de ética do World Press Photo
Ler mais…