[25 de January de 2015]

«O jornalismo sensacionalista toma conta, neste momento, das páginas e das telas da informação e assume o controle e o governo da realidade midiática. Junto com a locução alucinada dos apresentadores em transmissões ao vivo de acontecimentos policiais, normalmente trágicos, a imprensa vale-se das pautas geradas pelo submundo do crime para alimentar o imaginário e o cabedal cultural dos indivíduos.

«A imprensa acaba inventando a “crônica social da penitenciária”, misturada com a “crônica social do jet set internacional” e com a “crônica social das celebridades instantâneas”, sempre às voltas com novas plásticas, novas aventuras amorosas ou novos divórcios escandalosos. » (Leandro Marshall)

Ler mais…

Imagem

CJ na TV

Emissão de 14 de Janeiro, de 2009

Video

Sede do Clube de Jornalistas, Rua das Trinas

Audio

Podcast CJ Online

Brevemente!

Opinião »

Media no ventilador
[29 de January de 2015]

Dois directores de jornais, o presidente da ERC e o presidente de um grupo editorial estão envolvidos numa história cujos contornos são indefiníveis, porque os supostos factos em discussão são supostamente secretos. Na origem de tudo está a publicação, pelo “Correio da Manhã”, de frases atribuídas a José Sócrates e que o jornal afirma terem sido extraídas de escutas ao ex-primeiro ministro. Escutas essas que, diz também o jornal, se «encontram em cofre fechado no DCIAP».
O director do “JN”, Afonso Camões, reagiu com um texto acusatório do director do “CM” e o presidente da administração da Controlinveste, Proença de Carvalho, exerceu o seu direito de resposta. O presidente da ERC, Carlos Magno, absteve-se de falar. Algo me diz que esta história terá mais episódios e que vai haver mais media no ventilador. (JAG)

» Proença de Carvalho suspeito de tráfico de influência (“CM”)
» Resposta de Proença de Carvalho
» Nota de Octávio Ribeiro, director do “CM”
» Artigo de Afonso Camões, director do “JN”

Notícias »

RTP: Nova administração quer mais produção própria, programação diversificada e investir nas novas plataformas
[29 de January de 2015]

O plano estratégico da futura administração da RTP, que recebeu luz verde do Conselho Geral, aponta para um aumento da produção própria, investimento nas novas plataformas multimédia e diversificação da programação diária da RTP.

» O Plano estratégico na íntegra
» Nova administração já foi formalmente indigitada

Opinião »

A confrangedora indigência
[27 de January de 2015]

Dia após dia, a RTP dá provas de uma inacreditável mediocridade dos seus telejornais. Mas, estes últimos dias, o principal apresentador do principal telejornal ultrapassou tudo o que é imaginável em matéria de incompetência e má-fé… (Professor Nobre-Correia)
Ler mais…

Opinião »

No “Monde”
[27 de January de 2015]

42-Siriza

Opinião »

Divirto-me, mas vejo-me grego
[26 de January de 2015]

Confesso que me tenho divertido com o que se tem passado com a cobertura mediática das eleições gregas. Por uma razão simples: a esmagadora maioria dos jornalistas e comentadores, em Portugal e no estrangeiro, referem-se ao Syriza como um partido extremista. Nem pestanejam. Alguém decidiu (quem?), está decidido. Os papagaios repetem. O Syriza, na Grécia, é extremista. Ponto final, parágrafo. Como em Portugal o é o Bloco de Esquerda. Ou o PCP. Nunca, claro está, o CDS ou o PPD.
Mais: muitos desses papagaios até dizem/escrevem, angelicalmente espantados, que o que aconteceu em Atenas é coisa nunca vista: um partido de protesto conseguiu, em poucos meses, chegar ao Poder. Exactamente o que nunca lhes passou pela cabeça ser possível. (RC)

Ler mais…

Opinião »

Cabeleireiras gregas e cabeças portuguesas
[26 de January de 2015]

Se algum director quisesse fazer uma cobertura negativa das eleições gregas, escolhia um jornalista mal informado, com uma visão teatral da realidade, tendencialmente disposto a seguir a corrente do pensamento dominante e convicto de que é uma mistura de monge bizantino e Lone Ranger. Ao enviado da RTP, José Rodrigues dos Santos, este perfil assenta que nem uma luva.
Os relatos de JRS tocaram muitas vezes as linhas da campanha europeia anti Syrisa. O enviesamento do discurso atingiu um momento cómico quando o enviado da RTP manifestou a esperança de que um fenómeno de última hora (quiçá um milagre) iluminasse os transtornados cérebros gregos e os impedisse de votar num partido «não de esquerda, mas de extrema esquerda». Note-se que não tenho registo de que haja manifestado preocupação semelhante quanto ao voto no partido fascista que ficou em terceiro lugar.
Mas há mais. (JAG)

Ler mais…

Opinião »

Um enviado bem aviado
[26 de January de 2015]

O enviado da RTP à Grécia caiu na mira de Carlos Matos Gomes e isso não augura nada de bom. Para o enviado, claro. Matos Gomes já vai em três comentários na sua página do Facebook.

» O enviado da RTP à Grécia
» O genial Rodrigues dos Santos
» A desonestidade intelectual de Rodrigues dos Santos

Notícias »

O resultado das eleições gregas nas capas dos jornais
[26 de January de 2015]

Todos os diários portugueses destacaram na primeira página o resultado das eleições na Grécia, que implica mudanças profundas no país e obriga a União Europeia a reflectir sobre as políticas impostas aos países do sul. O “Correio da Manhã”, que tem metade da quota de mercado d0s jornais, reduziu a chamada de primeira página a um quadradito no canto superior direito. Ler mais…

Notícias »

Jornalismo de soluções
[25 de January de 2015]

«Em 2013, jornalistas norte-americanos fundaram a Solutions Journalism Network, uma iniciativa cuja preocupação central é buscar soluções para problemas, principalmente os das grandes cidades. Em pouco menos de dois anos, a rede já deu assistência a cerca de 30 redações de jornais, revistas, rádios e televisões dos Estados Unidos. Qualificada inicialmente como um projeto romântico, o chamado SoJo (Solutions Journalism – jornalismo de soluções) passou a ser considerado uma proposta séria, embora ainda enfrente algumas resistências na grande imprensa norte-americana.» (Carlos Castilho)
Ler mais…

Notícias »

Reino Unido: Imprensa à margem da lei
[25 de January de 2015]

Toda a história das escutas do “News of the World”, com o seu cortejo de actividades ilegais e a promiscuidade de jornalistas com a polícia, regada a dinheiro, drogas e prostituição.
Ler mais…