[2 de Maio de 2022]

Terá lugar no dia 23 de maio, às 18 horas, a Assembleia Geral para aprovação do Relatório e Contas do Clube, referente a 2021. Da Ordem de Trabalhos constará a discussão das atividades desenvolvidas pelo Clube no ano de 2021 e propostas a desenvolver ao longo deste ano.

A próxima Assembleia Geral será, naturalmente, um momento importante de debate e reflexão dos associados sobre o futuro do nosso Clube.

Contamos com a tua presença!

Ler mais…

Notícias »

“Guardian” lança novas diretrizes sobre o uso de redes sociais para jornalistas
[24 de Maio de 2022]

O “Guardian” atualizou o seu “manual de boas práticas” no uso de redes sociais pelos seus jornalistas, um mês depois do jornal “New York Times” ter feito o mesmo. Uma editora do Nieman Journalism Lab resumiu algumas das normas do Guardian, que se regem por um princípio geral: “pense duas vezes antes de escrever nas redes sociais”.

Ler mais…

Notícias »

ONU alerta para linguagem estigmatizante sobre surto de “Varíola dos Macacos”
[23 de Maio de 2022]

A ONU advertiu que alguns comentários e informações sobre o surto de infeções com o vírus “Monkeypox”, ou “Varíola dos Macacos”, um parente do vírus que causa a varíola, usam linguagem e imagens que “reforçam estereótipos racistas e homofóbicos”.

Ler mais…

Notícias »

Livro-homenagem a Carlos Santos Pereira
[23 de Maio de 2022]

O livro “Do Solidariedade ao Afeganistão- Quatro Décadas de Vida de Repórter” (Ed. Coilibri), é apresentado esta segunda-feira, 23 de maio, às 18.00, no Instituto de Defesa Nacional, em Lisboa.

Artigo de Leonídio Paulo Ferreira, no Diário de Notícias: “Tenho pensado muito sobre o que escreveria o Carlos Santos Pereira sobre a guerra na Ucrânia se não tivesse morrido faz agora um ano. Conheci-o em 1993, quando começou a colaborar com o DN e, acabado de chegar da Bósnia na sua BMW, se sentava ao meu lado e comentava ‘vamos lá aviar a prosa’. Na época, ainda se fumava nas redações e o Carlos (sim, vou ter de o tratar assim) tinha paixão por cachimbos, tanta como dizer meia dúzia de palavrões enquanto escrevia, ao mesmo tempo que pelo canto do olho tentava perceber se as jornalistas da secção Internacional, em especial a Lumena Raposo e a Ana Glória Lucas, se escandalizavam. Era, creio, uma forma de combater o stress, um stress que tinha muito que ver com a forma totalmente dedicada com que encarava a profissão. Para ele, coragem e saber eram duas faces da mesma moeda para quem queria ser o que às vezes se chama um repórter de guerra. No livro homenagem ao Carlos que hoje é apresentado no Instituto de Defesa Nacional, em Lisboa, às 18.00, está uma reportagem feita em 1993 em Srebrenica para o DN que testemunha bem como sabia aliar bravura e conhecimento. Estão muitas outras do mesmo valor, publicadas ao longo dos anos também no Expresso, no Público, na Lusa e no Le Monde Diplomatique – edição portuguesa.”

Ler mais

Notícias »

CMTV assina parceria com BFM TV para cobertura da guerra na Ucrânia
[18 de Maio de 2022]

A CMTV anunciou esta quarta-feira a assinatura de um protocolo com o canal de informação francês BFM TV, da Altice Media, para a compra de reportagens realizadas pelos enviados especiais da estação francesa à Ucrânia. A BFM TV é líder de informação em França.

Ler mais…

Notícias »

Audio, o meio menos stressante para as notícias? Sim e não…
[18 de Maio de 2022]

Ouvir o conteúdo de notícias é menos desgastante e, portanto, mais gratificante do que lê-lo? Bem… sim e não.

Para os jornalistas habituados à leitura em diagonal de histórias nos seus telefones, o pensamento de poderem reclinar-se e deixar uma voz sedosa passar por eles tem um apelo óbvio. Por outro lado, a natureza visceral do áudio pode tornar os podcasts e a rádio mais íntimos, imediatos e possivelmente traumáticos – escreve o jornalista John Crowley, que vai explicar numa conferência em Londres, no próximo dia 24, como os gestores de media podem construir redacções resilientes adequadas ao panorama digital de hoje.

Pesar os benefícios de um meio sobre o outro pode parecer como comparar maçãs e laranjas. Os jornalistas lêem ou ouvem conteúdos de várias maneiras para trabalho ou lazer – e em diferentes momentos do dia – então, escolher entre ambos é (claro) uma falsa dicotomia.

Ler mais…

Notícias »

Inquérito às Condições de Vida e de Trabalho dos Jornalistas
[16 de Maio de 2022]

Dado o interesse manifestado, as entidades promotoras do Inquérito às Condições de Vida e de Trabalho dos Jornalistas em Portugal decidiram prolongar o prazo para a entrega de respostas. O estudo é realizado pelo Observatório para as Condições de Vida e de Trabalho, envolvendo investigadores de várias universidades, e está a ser promovido pela Associação Portuguesa de Imprensa, a Casa da Imprensa e o Sindicato dos Jornalistas.

Ler mais…

Notícias »

Jornalista Licínia Girão é a nova presidente da Comissão da Carteira
[16 de Maio de 2022]

O Sindicato dos Jornalistas congratulou-se com a cooptação da jornalista Licínia Girão para presidir à Comissão da Carteira Profissional de Jornalista para o triénio 2022/2025, substituindo no cargo a jornalista Leonete Botelho. A escolha de Licínia Girão, que assumiu funções a 11 de maio, foi acordada na reunião plenária da comissão depois da proposta do nome pelos representantes dos jornalistas.

Licínia Girão, jurista e jornalista freelancer, sucede a Leonete Botelho, que tinha sido a primeira jornalista e também a primeira mulher a assumir a presidência deste importante órgão de co-regulação. Jornalista há 30 anos em diversos órgãos de comunicação regionais e nacionais, Licínia Girão trabalha sobretudo a partir da região centro. Tem uma pós-graduação em Direito da Comunicação, um mestrado em Jornalismo e Comunicação e outro também em Direito.

Notícias »

SJ reapresenta propostas em defesa do setor junto dos grupos parlamentares
[16 de Maio de 2022]

O Sindicato dos Jornalistas iniciou reuniões presenciais com todos os grupos parlamentares com o objetivo de apresentar as propostas que defende em sede do Orçamento do Estado para 2022. Essas propostas tinham sido entregues ao anterior governo e também aos partidos aquando da apresentação do primeiro OE 2022, que foi chumbado.

Ler mais…

Notícias »

A morte de uma jornalista e a exigência da verdade
[15 de Maio de 2022]

Somente uma investigação independente e internacional poderá permitir o apuramento da verdade sobre a morte da jornalista da Al Jazira Shireen Abu Akleh e evitar que mais uma morte palestiniana se torne objecto de manipulações nauseabundas — afirma o diário francês “Le Monde” em editorial. Se não se sente responsável, acrescenta, o exército de Israel deve receber essa investigação «com serenidade».

Ler mais…

Notícias »

Morreu jornalista baleada nas manifestações do 1.º de Maio no Chile
[14 de Maio de 2022]

Francisca Sandoval, jornalista de 29 anos, morreu na quinta-feira, 12 de maio, depois de dias de agonia no hospital, após ter sido baleada na cabeça nas manifestações organizadas para comemorar o Dia dos Trabalhadores, no Chile. No mesmo ataque, perpetrado por indivíduos armados não identificados, ficaram feridos os jornalistas Fabiola Moreno e Matías Burmiller. Estes factos comprovam que ainda não foram resolvidos os profundos problemas que se expressaram nos incidentes de 2019, em que trabalhadores da imprensa e manifestantes foram vítimas de extrema violência.

Ler mais…