[30 de June de 2017]

A direcção do Clube de Jornalistas tem o gosto de informar os seus associados e jornalistas em geral que a atribuição dos Prémios Gazeta não sofrerá interrupção no corrente ano de 2017. Efectivamente, a drástica decisão da Caixa Geral de Depósitos em reduzir o seu apoio a níveis que nos impossibilitariam prosseguir com esta tradicional e prestigiosa realização, obrigou o CJ a procurar outras soluções, porventura menos vultosas, mas com o objectivo alcançado de manter vivos os Prémios Gazeta.
Não deixamos de agradecer à CGD o patrocínio que manteve ao longo de largos anos, todavia tornou-se imperativo procurar outro caminho. Na emergência, foi vital a comparência e interesse do  SANTANDER TOTTA que fica assim como patrocinador exclusivo dos Prémios Gazeta 2016.
As circunstâncias levam a indispensáveis alterações tanto na comemoração do evento como no montante dos prémios, mas muito nos apraz ver alcançado o objectivo essencial.
Saudamos todos os jornalistas e estamos certos de que os gazeta 2016 mantêm o alto nível que os tornaram os prémios mais prestigiados do jornalismo português, cumprindo, assim o seu desígnio do estímulo e valorização da qualidade do trabalho na nossa profissão.

» Regulamento dos Prémios Gazeta 2016

» Cartaz

Imagem

CJ na TV

Emissão de 14 de Janeiro, de 2009

Video

Sede do Clube de Jornalistas, Rua das Trinas

Audio

Podcast CJ Online

Brevemente!

Notícias »

Começou o processo do Cumhuriyet, “onde se julga todo o jornalismo na Turquia”
[26 de July de 2017]

No país de Erdogan, “os jornalistas são tratados como terroristas por terem feito o seu trabalho”, dizem os Repórteres Sem Fronteiras.
Ler mais…

» Avec le procès du quotidien « Cumhuriyet » s’ouvre celui d’un journalisme « indépendant, curieux et critique » (“Le Monde”)
» Turquie, une épine dans le pied du sultan (“Libération”)

Notícias »

Contas da ERC com prejuízo histórico
[26 de July de 2017]

Pela primeira vez desde que o organismo foi fundado (em 2006), as contas da Entidade Reguladora para a Comunicação Social registaram um resultado líquido negativo.
Ler mais…

» Remunerações de directores da ERC aumentaram

Opinião »

Imprensa e os “Truques”: um poder de pés de barro, em crise e acossado
[22 de July de 2017]

Mas não foi por nenhuma destas razões que os jornalistas, e especialmente diretores e editores de órgãos de comunicação social, reagiram com uma rara violência a uma simples página de Facebook. A razão é mais simples: os jornalistas, que se dedicam ao escrutínio, odeiam ser escrutinados. (Daniel Oliveira)
Ler mais…

Opinião »

É preciso queimar os jornalistas?
[22 de July de 2017]

Por todo o lado, o poder dos media é visto como uma magia negra que transforma a esfera pública num palco histérico e estéril. (António Guerreiro)

Ler mais…

Opinião »

«Refeiçoando com Sócrates»
[21 de July de 2017]

«O convite era circunspecto. Em tom enxuto, o curto texto dizia ao que vinha, porquê, para quê e, sobretudo, para quem. Convidava os principais Órgãos de Comunicação Social para um almoço, em jeito de balanço, a pretexto do início das férias judiciais, do falhanço de mais um prazo na dedução de acusação pelo MP e da justa indignação do cidadão José Sócrates a esse propósito.» (João de Sousa)
Ler mais…

Opinião »

Um ponto (final) no i
[21 de July de 2017]

Perante o actual panorama de jornais diários generalistas em Portugal – e pondo de lado o populista e predatório “Correio da Manhã” –, considero que o i é, actualmente, o mais à direita dos outros quatro jornais diários generalistas, ou seja, mais à direita que o “Público”, o “DN” e o “JN” – chegando por vezes a querer competir com o “CM”. (Alfredo Barroso)
Ler mais…

Opinião »

Os comentadores todo-o-terreno
[20 de July de 2017]

Um dos dramas da sociedade portuguesa são estes comentadeiros especialistas em tudo, que escrevem e falam sobre tudo. Na imprensa, na rádio, na televisão e na internet. Têm espaços e horários cativos e liberdade absoluta para escreverem e dizerem o que quiserem. E quantas vezes se sente bem que a competência desses comentadeiros nesta e naquela matéria, que nós até conhecemos, é absolutamente nula. (Nobre-Correia)
Ler mais…

Opinião »

A visão da Impresa sobre Drahi
[20 de July de 2017]

«Provavelmente já ouviu falar de Patrick Drahi. É ele o empresário de origem judia que quer somar a TVI à Portugal Telecom e desafiar a concorrência, tornando-se num (ainda mais) poderoso empresário no panorama nacional. É conhecido por ser implacável, tratar as pessoas com desprezo, pagar-lhes o menos possível e, nos negócios, cultivar a rapidez na tomada de decisão.» (Mafalda Anjos, directora da “Visão”)

O destaque a negro é da própria directora da “Visão”, num texto de apresentação do tema de capa da edição desta semana da revista. A “Visão” parece acordar tarde para o conhecimento de Patrick Drahi, cujo percurso empresarial começou em França há mais de 20 anos e tem sido marcado por uma estratégia agressiva e avassaladora. Escrevi “parece” porque não é crível que uma personagem como Drahi tenha escapado à perspicácia de um magazine como a “Visão”. O que leva, então, a revista a desencadear só agora um ataque em forma ao dono da Altice? A resposta poderá estar no final do texto da directora, quando sugere que Patrick Drahi quer ser o dono disto tudo em Portugal. Ou seja, quando começa a pisar os calos à Impresa, dona da “Visão”. Pormenor que a directora da revista não considerou suficientemente importante para assinalar um eventual conflito de interesses. Depois deste ataque da fragata, fico com curiosidade de conhecer os alvos do porta-aviões no sábado. (JAG)

 

 

Opinião »

A (lenta) agonia da circulação em papel
[20 de July de 2017]

O quinzenário “Meios & Publicidade” analisa a evolução das vendas dos quatro principais diários nos primeiros quatro meses do ano. Um desastre.
Ler mais…

Notícias »

Os negócios que a Altice tece
[18 de July de 2017]

Com a compra da TVI e da Rádio Comercial, o grupo francês Altice reforça a sua estratégia global e abre uma nova era no mercado dos media em Portugal. Os olhos estão agora postos na reacção da NOS e da Impresa. (Semanário “Sol”)

» Altice revoluciona media (pdf)