Arquivo de Revista

JJ #56
Arquivado em Revista no dia 13 de Março de 2014

«Na hora dos discursos toda a gente fala na importância do chamado jornalismo de investigação, enquanto que na prática nada se faz para que ele exista, ou até se faz tudo para que ele não exista» — palavras certeiras de José António Cerejo, Prémio Gazeta 2012, numa curta e desassombrada entrevista que pode ser lida […]


JJ #55
Arquivado em Revista no dia 2 de Dezembro de 2013

O jornalismo que é exercido nas rádios locais passa por tempos de incerteza. Uma realidade analisada por Luis Bonixe com base num inquérito que regista o principal lamento dos jornalistas: a falta de reportagem. Dito de outro modo, uma rádio sem alma. A edição número 55 da “JJ”, em distribuição, mostra quem são os vencedores […]


JJ #54
Arquivado em Revista no dia 23 de Agosto de 2013

«Para mim, esse é um dos grandes erros da nossa legislação: a desresponsabilização do jornalista desde que cite uma fonte. A fonte fala para o jornalista, mas ele vai ampliar a sua fala para milhares ou para milhões, pelo que não pode abster-se de pensar no que transmite» — diz Diana Andringa, numa entrevista que […]


JJ #53
Arquivado em Revista no dia 21 de Maio de 2013

As conclusões do 1º Congresso dos jornalistas portugueses, que decorreu há 30 anos, em Lisboa, constituem a primeira grande carta de princípios dos profissionais portugueses. A “JJ” 53, agora em distribuição, reproduz essas conclusões, entre outros documentos que ajudam a entender a importância do congresso. José Carlos de Vasconcelos, que há trinta anos estava a […]


JJ #52
Arquivado em Revista no dia 4 de Fevereiro de 2013

«Os jornalistas estão sob pressão, mergulhados numa profunda crise de identidade e, tal como outras profissões intelectuais, num claro processo de proletarização» — escrevem Fernando Correia e Carla Baptista, na introdução ao tema da “JJ” 52, que está já em distribuição. Um problema que não afecta só os jornalistas e que põe em causa o […]


JJ #51
Arquivado em Revista no dia 20 de Setembro de 2012

O provedor do ouvinte da RDP tem sido um incómodo para a administração – diz o ex-provedor Mário Figueiredo, em entrevista publicada na “JJ” 51, que está já em distribuição. Uma entrevista interessante, onde se percebe que o provedor não serve para nada. Outras duas conversas que se recomendam são protagonizadas pelo jornalista brasileiro Fernando Morais e por Fialho de Oliveira, Prémio Gazeta de Mérito, que explica como era o jornalismo em Portugal nas décadas de 50 e 60 do século passado. Destaque, ainda, para um debate sobre crónica, fotografia, televisão e ciberjornalismo e para uma reportagem pelas terras da Primavera árabe. A JJ 51 dedica seis páginas aos Prémios Gazeta 2011.


JJ #50
Arquivado em Revista no dia 6 de Julho de 2012


O tema de abertura da “JJ” n.º 50, agora em distribuição, é um ensaio de Helder Bastos intitulado A diluição do jornalismo no ciberjornalismo. O autor define, à partida, o seu ponto de vista: «Temos vindo a assistir a uma gradual diluição (leia-se, enfraquecimento) de pilares essenciais do jornalismo no ciberjornalismo e, em paralelo, a uma sobrevalorização de aspectos acessórios». Carla Baptista dá-nos conta de que há dois grupos organizados em busca da melhor maneira de salvar o jornalismo, desiderato também presente no Encontro de Media, Proximidade e Participação, em cuja base esteve o projecto Agenda dos Cidadãos. Neste número assinala-se o 50.º aniversário do Watergate, com o resumo de um debate em que participaram os repórteres Bob Woodward e Carl Bernstein. Destaque, ainda, para uma entrevista com Jorge Pedro Sousa, uma aproximação histórica à vida do jornalista Homem Cristo e as imagens do repórter Rodrigo Cabrita.


JJ #49
Arquivado em Revista no dia 22 de Março de 2012

A “JJ” número 49 já está em distribuição e tem muito que ler, como é habitual. Um dos artigos a não perder é o estudo de Álvaro Costa de Matos sobre «política e banda desenhada na I República», amplamente ilustrado e com base no jornal humorístico “Os Ridículos”. Um resumo das comunicações do VII Sopcom, a situação da «imprensa de inspiração cristã», uma perspectiva dos vinte anos de televisão comercial e o jornalismo de proximidade são outros motivos de interesse. Também se recomenda a leitura de uma entrevista com Daniel Ricardo, que explica tudo o que é necessário saber sobre o funcionamento da Comissão da Carteira Profissional. E, se quiser saber porque é que «a noite é dos jornalistas», leia a crónica de Clara Silva, prémio Gazeta Revelação 2010.


JJ #48
Arquivado em Revista no dia 21 de Dezembro de 2011

O congresso sobre a rádio que decorreu recentemente na Universidade do Minho é o tema de abertura da “JJ” nº 48, agora distribuída. A migração para as plataformas digitais e móveis dominou a maior parte das intervenções. O segundo tema é outro congresso: História dos media e do jornalismo, organizado, em Outubro, pelo Centro de Investigação Media e Jornalismo. Altamente recomendável é a leitura da entrevista de Carla Baptista a Ana Sofia Fonseca e Sofia Lorena, duas premiadas dos Gazeta 2010. Pela Memória desta edição passa uma Breve história da imprensa desportiva em Portugal.


JJ #47
Arquivado em Revista no dia 8 de Setembro de 2011

«Não é possível existir um serviço público de televisão sem haver uma televisão pública», afirmou António Louçã, jornalista da RTP e historiador, numa Conferência em defesa dos serviços públicos e cujo resumo é o tema da edição nº 47 de “Jornalismo & Jornalistas”, agora publicada. Outra matéria interessante é a análise da cobertura jornalística e da estratégia de comunicação do 3º Congresso Feminista Português, realizado em 2008.A memória da “JJ” mergulha desta vez nos Almanaques e revistas da I República, um texto recheado de informação. Destaque, ainda, para as entrevistas com o jornalista e escritor Manuel António Pina e com o professor José Rebelo.