Opinião »

Continuando a recentrar o debate
[18 de January de 2015]

Dois historiadores, José Pacheco Pereira e Manuel Loff, escrevem no “Público” sobre o pós “Je suis Charlie”. Pacheco Pereira lembra que «a França não é um modelo de liberdade de expressão, como parece nestes dias, demasiado politicamente correctos». Manuel Loff critica «a manipulação que tomou conta dos discursos oficiais».

» Um grande equívoco (José Pacheco Pereira)
» Somos todos Charlie?… (Manuel Loff)

Opinião »

Estranha gente essa ali ao lado!
[18 de January de 2015]

«Bruxelas e Washington disputam o lugar de cidade com mais correspondentes de média do mundo inteiro. Mas estes mesmos correspondentes ignoram tudo ou quase tudo da vida política, económica, social ou cultural dos belgas…» (Nobre-Correia)
Ler mais…

Notícias »

“Correio da Manhã” liga Sócrates ao negócio da Controlinveste
[18 de January de 2015]

O diário em linha “Observador” afirma, citando o “Correio da Manhã”, que José Sócrates foi escutado a falar com um dos seus advogados, Daniel Proença de Carvalho, sobre o negócio de compra da Controlinveste – o grupo que detém o Diário de Notícias, o Jornal de Notícias e a TSF. Das escutas, prossegue, no âmbito do processo que pôs Sócrates em prisão preventiva, percebe-se que foi o ex-governante quem escolheu o actual director do “JN”, Afonso Camões.
Ler mais…

Opinião »

O abecedário do jornalista (I)
[17 de January de 2015]

Ver o que o olho previsor não podia ver é a essência profunda da nossa profissão. (Miguel Ángel Bastenier)
Ler mais…

Notícias »

O Sindicato dos Jornalistas nos discursos dos presidentes
[17 de January de 2015]

A tomada de posse dos novos órgãos sociais do Sindicato dos Jornalistas teve casa cheia na sede do sindicato. Representantes de organismos sindicais e profissionais, designadamente do Clube de Jornalistas e da Casa da Imprensa, e muitos jornalistas, apoiantes das duas listas que concorreram às eleições, ouviram a nova presidente, Sofia Branco, e o presidente cessante, Alfredo Maia, reafirmarem a sua determinação na luta por um sindicato forte e activo.

» Discurso de Sofia Branco
» Discurso de Alfredo Maia

Opinião »

O valor jornalístico que o terá terá
[16 de January de 2015]

O terá permite fazer perguntas sem colocar um ponto de interrogação no fim. “Sócrates terá repartido a fortuna de 25 milhões por seis bancos?” passa a “Sócrates terá repartido a fortuna de 25 milhões por seis bancos”. O terá garante, até judicialmente, que a frase anterior ainda não é uma afirmação, mas também deixa claro que já não é uma pergunta. É uma afirgunta. A afirgunta é um novo género jornalístico que não constitui exactamente uma notícia. É uma hipótese de notícia. Uma suposição (Ricardo Araújo Pereira)
Ler mais…

Opinião »

As mil caras de Charlie
[16 de January de 2015]

As réplicas dos terramotos correspondem ao ajustamento progressivo das placas, a oscilação que acaba no equilíbrio. Com o terramoto político e social que foi o atentado de Paris está a acontecer algo semelhante — depois da imediata explosão de comentários, entre o inteligente e o desvairado, assistimos agora a reflexões mais profundas e racionais, pautadas pelo equilíbrio emocional. Até ao desfile de domingo, todos diziam querer ser Charlie, desde os que sabemos que nunca quiseram sê-lo até essa imensa maioria que nem sequer sabia o que era o “Charlie Hebdo”. É tempo, agora, de cada um segurar outro dístico. “Eu sou eu… e sou todos os outros”. É mais uma oportunidade de repensar a nossa relação com o mundo. Convido-vos a ler os dois textos que se seguem e a tirar as possíveis conclusões. (JAG)

» “Sou o Charlie” (Ângelo Alves)
» “Os Blair são tão terroristas quanto os do Charlie” (Avelãs Nunes)

Opinião »

Um mundo esboroa-se lentamente
[16 de January de 2015]

A imprensa diária belga francófona está em plena decomposição. As vendas caem brutalmente sem que os editores compreendam o que mudou na imprensa, na Bélgica e em particular em Bruxelas… (Nobre-Correia)
Ler mais…

Notícias »

RTP: Conselho geral divulga «linhas orientadoras»
[16 de January de 2015]

As linhas orientadoras estratégicas para a RTP, divulgadas esta quinta-feira pelo Conselho geral, apontam para uma aposta «numa estratégia de renovação e rejuvenescimento da RTP 1 e da Antena 1, assim como no relançamento, renovação e afirmação da RTP2».
Ler mais…

» Conselho de Opinião sugere que CGI não cumpre estatutos da RTP na escolha de nova administração