Home » Opinião

A primeira operação do terrorista financeiro é o tiro na nuca

15 de August de 2012


A primeira operação que efectua o terrorista financeiro sobre a sua vítima é a do terrorista convencional, a do tiro na nuca. Ou seja, priva-a do carácter de pessoa, coisifica-a. Uma vez convertida em coisa, importa pouco se tem filhos ou pais, se se levantou com umas décimas de febre, se se encontra num processo de divórcio ou se não dormiu porque está preparando uma contestação. Nada de isso conta para a economía financeira nem para o terrorista económico que acaba de colocar o dedo no mapa, sobre um país, este, é indiferente, e diz “compro” ou diz “vendo” com a impunidade com que o que joga ao Monopólio compra ou vende propriedades imobiliárias a fingir. (Juan José Millás)
Ler mais…

Imprima esta página Imprima esta página

Comente esta notícia.

Escreva o seu comentário, ou linque para a notícia do seu site. Pode também subscrever os comentários subscrever comentários via RSS.

Agradecemos que o seu comentário esteja em consonância com o tema. Os comentários serão filtrados, antes de serem aprovados, apenas para evitar problemas relacionados com SPAM.