Home » Notícias

Media Informação e Democracia — novo livro de Nobre-Correia

8 de February de 2019


A partir dos anos 1960-70, as inovações tecnológicas surgiram a uma velocidade vertiginosa tal que provocaram aquilo a que alguns ousaram chamar «a revolução dos média». (Nobre-Correia)

O MEU NOVO LIVRO
Um pouco mais de nove meses depois da publicação do meu livro “Teoria da Informação Jornalística” (Edições Almedina, 362 p.) em abril, é com grande prazer que anuncio a publicação hoje mesmo (7 de fevereiro) de “Média, Informação e Democracia” (Edições Almedina, 362 p.).
Desejo boa leitura a todos aqueles a que esta temática possa interessar. E evidentemente, todos os reparos e críticas serão bem-vindos…

A partir dos anos 1960-70, as inovações tecnológicas surgiram a uma velocidade vertiginosa tal que provocaram aquilo a que alguns ousaram chamar «a revolução dos média».
Por seu lado, esta “revolução” causou uma proliferação dos média «tradicionais», antes que viessem juntar-se-lhes os nascidos da digitalização e da internet. O que suscitou uma fragmentação das audiências, uma queda das receitas publicitárias de cada média e uma aceleração vertiginosa da concorrência. Com evidentes consequências na quantidade e na qualidade da informação vinda a público, nas formas de tratamento da informação e nos contornos que o jornalismo tomou.
À proliferação dos média sucedeu um gigantesco movimento de concentração que os fez escapar cada vez mais a editores cuja atividade única, ou pelo menos principal, se situava no sector dos média, para entrarem na órbita de meios financeiros e industriais. As noções de liberdade da informação e de liberdade de informar, assim como as de independência da informação e de pluralismo da informação, tomaram desde logo nova acuidade. E é destes aspetos essenciais à existência de uma autêntica sociedade democrática que tratam os textos aqui reunidos.

J.-M. Nobre-Correia
Facebook 07 fevereiro 2019

PREFÁCIO 13

A lógica do acontecimento 17
Para além do texto: o jornal 29
Do jornal de ontem ao ecrã de amanhã 43
Do entorpecimento do jornalismo 57
A vertigem francófona 71
Um olhar equívoco 77
Que audiovisual público? 93
Das problemáticas do jornalismo 103
Os média e a exclusão 113
O futuro perante o passado… 125
Uma certa morte anunciada… 137
Um pluralismo muito diverso 153
Os três escolhos 163
Os equívocos de uma formação 167
Dois panoramas contrastados 183
Uma afirmação problemática 193
Fomentar uma nova dinâmica 209
O insustentável dilema 221
As núpcias bárbaras 235
Duas faces da História 243
Repensar a prática jornalística 259
Que independência dos média? 263
Média e poder político 275
Razões que explicam a miséria 283
Uma história em perspetiva 295
A inconfessável conivência 305
Revoluções na continuidade… 311
Estratégias que se impõem… 327
A desoladora anarquia televisiva 331
Da integração à comunitarização 337
Interrogações sobre o futuro 343
Os média têm de saber resistir 355

Imprima esta página Imprima esta página

Comente esta notícia.

Escreva o seu comentário, ou linque para a notícia do seu site. Pode também subscrever os comentários subscrever comentários via RSS.

Agradecemos que o seu comentário esteja em consonância com o tema. Os comentários serão filtrados, antes de serem aprovados, apenas para evitar problemas relacionados com SPAM.