Arquivo de Opinião

Para que serve o jornalismo? Aqui ficam quatro objectivos essenciais
Arquivado em Opinião no dia 18 de November de 2019

Perante a enorme competição das redes sociais, aqui ficam algumas coisas que, para mim, continuam a valer a pena numa sociedade livre. (Paul Chadwick) Ler mais…


O “herói” que afinal não salvou o bebé é produto do imediatismo da imprensa
Arquivado em Opinião no dia 17 de November de 2019

Caso do bebé encontrado no lixo em Lisboa é um exemplo de “precipitação” por parte da comunicação social. E até Marcelo Rebelo de Sousa agiu sem dispor de informação exacta sobre o que tinha acontecido. (Margarida Gomes)


A credibilidade é o modelo de negócio do jornalismo
Arquivado em Opinião no dia 16 de November de 2019

« (…) Dantes, os jornalistas sabiam de uma informação, confirmavam essa informação, iam atrás de todos os pormenores para saber se lhes tinha escapado alguma coisa, mas quando apuravam a sua falsidade, simplesmente ignoravam-na. Não davam a notícia. E era isso que distinguia o jornalismo: dar informações verdadeiras. (Catarina Carvalho)


Ensinar ou aprender jornalismo. O modelo pedagógico da Fundación García Márquez para el Nuevo Periodismo Iberoamericano
Arquivado em Opinião no dia 14 de November de 2019

A profissão jornalística passa por um mau momento, a precariedade e a falta de credibilidade parecem ter-se instalado nela. As causas estão relacionadas directamente com a crise económica e as dúvidas empresariais do modelo de negócio face às novas tecnologias, mas também com o abandono ou incumprimento de algumas regras sagradas, como o rigor, a […]


Notícias antijornalísticas
Arquivado em Opinião no dia 13 de November de 2019

«Os jornais, as rádios, as agências, as televisões escolhiam os temas pela sua relevância, pela sua importância. Agora, os temas aparecem mais ou menos, nos nossos telefones, nos nossos ‘tablets’, nos nossos computadores, pelo impacto que geram, pelo tamanho da reação popular que geram. E isso é completamente antijornalístico» — opinião do jornalista Paulo Pena, […]


Da perspectiva de género ao jornalismo feminista: a identidade como manifesto
Arquivado em Opinião no dia 13 de November de 2019

O fato do “jornalismo de género” já fica apertado, incómodo, asfixia.Uma definição que foi um artifício, no seu tempo, que abriu caminho a novos enquadramentos, narrativas e impulsionou uma agenda em particular, hoje levanta uma fronteira para uma forma de narrar que se supõe sem fronteiras. As relações e estruturas de género são apenas uma […]


Bolívia. O golpe: cinco lições
Arquivado em Opinião no dia 13 de November de 2019

Há que estudar os manuais publicados por diversas agências dos EUA e dos seus porta-vozes disfarçados de académicos ou jornalistas para poder perceber a tempo os sinais da ofensiva. Esses escritos invariavelmente ressaltam a necessidade de destruir a reputação do líder popular, o que no jargão especializado se chama assassinato do personagem (“character assassination”) qualificando-o de ladrão, […]


O crime de corrupção, o jornalismo e o tráfico de influência
Arquivado em Opinião no dia 12 de November de 2019

Todos os dias os jornalistas falam de corrupção e de violência, porque tanto a corrupção como a violência vendem jornais; e as tiragens estão a um nível miserável. São muito poucas as condenações por crimes de corrupção; e todas por valores miseráveis. Parece que ninguém tem interesse em que se façam julgamentos, em tempos decentes. […]


Umberto Eco, media e mentiras
Arquivado em Opinião no dia 11 de November de 2019

A crise (econômica, política, social e cultural) da qual a Itália ainda não recuperou, pode ser vista como a herança da era neoliberal de Berlusconi. Herança que tem nos media, no mau jornalismo que tomou conta daquele país, um dos seus principais corresponsáveis. (Ângela Carrato) Ler mais…


Se não verificas não é jornalismo
Arquivado em Opinião no dia 11 de November de 2019

O vício de deixar a meio uma informação ou de basear uma pergunta em coisa nenhuma, feita apenas para causar dano, é grave em política, naturalmente, por ser estranho ao exercício ético desse ofício. Em jornalismo é altamente perigoso, tanto ou mais que em política, porque da informação depende o crédito que a sociedade dá […]